Candidatos LGBT ficam de foram da Câmara Municipal de Salvador

Notícias
3 de outubro de 2016
por Genilson Coutinho

Larissa Moraes foi a mais votada dos LGBT

Os seis candidatos LGBT que concorriam a uma vaga na Câmara Municipal de Salvador ficaram de fora das 43 vagas do legislativo.  Mais uma vez, os LGBT não obtiveram sucesso nas urnas, deixando a comunidade sem representatividade na disputa, que manteve velhos conhecidos e alguns novatos, alguns deles não estão preocupados com as questões de interesse e necessidade da população LGBT. Na disputa, a mais próxima de uma vaga foi Larissa Moraes.

Veja os números de votos de cada um dos candidatos.

Os números revelaram o desempenho dos candidatos:  Marcelo Cerqueira (PSB), presidente licenciado do Grupo Gay da Bahia, que teve apenas 658 votos; Paulett Furacão (PSB), a primeira mulher trans a ocupar um cargo público na Bahia,  obteve 603 votos; e Dion Santiago (Solidariedade), ativista e artista, teve somente 621 votos, Sebastian (PSDB )recebeu  106 votos; e Rafaela Garcez (PTN) teve 426 votos,  Luck Santiago (PTN) com 2.507  ficou no segundo lugar em número de votos, e Léo Kret (DEM), em terceiro, com 2.266 votos.

Dentre os baixos números, a candidata Larissa  Moraes (PMDB)  foi a mais votada, com 6,5 mil votos, e garantiu uma vaga na suplência da sua coligação, com reais possibilidades de assumir uma cadeira.