Candidato é vítima de ataque homofóbico e leva pedrada durante panfletagem no Amapá

Notícias
24 de setembro de 2014
por Genilson Coutinho

candidato

Waldir Pires Bittencourt, que é candidato a deputado federal pelo PSOL, foi atacado nessa quarta-feira (24) enquanto fazia panfletagem na rua Claudomiro de Moraes, em Macapá, estado do Amapá.

De acordo com ele, há dias ele recebe ameaças virtuais, dentre elas uma foto com um “x”, que dizia: “não vote em um assassino hipócrita, que defende o aborto e o casamento de gays”.

Waldir afirma que no dia do ataque recebeu uma mensagem de texto com dizeres homofóbicos. “É claro que fiquei assustado, não tenho família de sangue no Amapá, mas não poderia me intimidar e segui com a minha campanha”.

Durante a panfletagem, um carro passou ao seu lado e uma pessoa jogou uma pedra no candidato em plena luz do dia. Ela acertou a testa e o rosto dele, que começou a sangrar. “Vivemos em um país homofóbico e violento, onde pessoas que defendem as liberdades individuais podem a qualquer momento sofrer uma agressão”.
Ele afirma que foi à delegacia registrar um Boletim de Ocorrência e que o exame de corpo de delito será feito nesta quinta-feira, 25.

“Denuncio este caso para que a sociedade tenha cada dia mais consciência da barbaridade fundamentalista que é agredir ou matar uma pessoa por sua orientação sexual. Seguimos em frente, pela criminalização da homolesbotransfobia”.

Da Acapa