Candidata transgênero ganha título em concurso de beleza indígena

Notícias
28 de abril de 2019
por Genilson Coutinho

Katrina recebendo a premiação inédita — Foto: Tatiane Martins Gomes/Divulgação

O concurso de Miss e Mister Indígena de Mato Grosso do Sul terminou com uma faixa a mais este ano, a coragem e a dedicação foram premiadas. Katrina Malbem, de 17 anos, da etnia Guarani, que mora na Aldeia Bororó, em Dourados ganhou o título de Miss Diversidade. Ela foi a primeira transgênero a participar do concurso desde que ele foi criado, há nove anos.
A organizadora do concurso, Tatiane Martins Gomes, conta que a candidata foi premiada por causa da beleza, esforço e coragem dela. “Mesmo sabendo de toda a adversidade a Katrina quis participar e ficou muito feliz quando a inscrição dela foi aceita. Houve resistência da comunidade sobre a participação de uma candidata trans, mas no fim todos aplaudiram” completou.

Katrina afirmou que pretende participar de outros concursos e tirar novos documentos como o nome que escolheu. “Esse é mais um passo de uma luta de uma vida inteira, uma luta contra o preconceito e para eu ter direito de ser feliz do jeito que eu sou”

O concurso foi neste sábado (27) na aldeia Jaguapiru, em Dourados, região sul do estado. Disputaram o título de Miss e Mister indígena 22 concorrentes: 5 casais da aldeia Bororó, 5 casais da aldeia Jaguapiru e um casal que reside fora da Reserva Indígena de Dourados, além de Katrina, que entrou como concorrente especial.

Eduardo Freiras Martins ficou com o título de Mister Indígena e Danieli Rodrigues Fischer com o título de Miss.