Campanha LGBT do YouTube é alvo de homofobia

Notícias
21 de junho de 2016
por Redação

*Por Daniel Pires

O YouTube lançou na tarde desta terça-feira (21), o vídeo da campanha #ProudtoBe, para celebrar a diversidade de gênero pelo mundo. Em quase dois minutos de vídeo, youtubers do mundo inteiro aparecem falando sobre suas orientações sexuais e as diversas camadas da identidade de gênero dentro da comunidade LGBT.

proud_tobe

Em poucas horas, o vídeo acumulou mais de 800 mil visualizações e, o que chamou a atenção, foi a quantidade de “não-curtidas” que ultrapassou o número de curtidas positivas. Foram mais de 70 mil ‘dislikes’ contra 55 mil ‘likes’. Alguns comentários que demonstraram aversão à campanha também invadiram a página do vídeo. Um deles chega a afirmar que existem apenas três gêneros: o masculino, o feminino e o ‘lixo’. Outro diz que o vídeo provoca câncer. A hashtag #ProudToBeHeterosexual (orgulho de ser hétero) também foi citada como forma de protesto contra a campanha.

comentario_homofobico

Aqui no Brasil, a hashtag “OrgulhodeSer”, também impulsionou 16 criadores nacionais, que usaram a plataforma para falar sobre dificuldades, preconceitos e orgulho de ser gay, lésbica, bissexual ou transexual. Canais como o “Canal das Bee” e o “Põe na Roda” entraram na campanha.

A proposta do YouTube com a campanha é promover o respeito entre as pessoas e discutir de maneira madura a homo/transfobia pelo mundo, mas parece que os internautas estão demonstrando de maneira muito covarde o ódio pelas diferenças: atrás de comentários pela internet.

*Do Diário de S. Paulo