Cadeira Frei Egídio, de Lina Bo Bardi, é destaque no ‘Loft do Colecionador’

Arte e Exposições
22 de novembro de 2019
por Genilson Coutinho
Adalberto Vilela, Cecília Miscow, Vanessa Sampaio e Tiago Schultz

Adalberto Vilela, Cecília Miscow, Vanessa Sampaio e Tiago Schultz (Foto: Divulgação)

A cadeira Frei Egídio, da renomada arquiteta modernista ítalo-brasileira Lina Bo Bardi, é destaque no “Loft do Colecionador”, assinado pelo escritório TRPC Arquitetos para a CASACOR Bahia 2019. Idealizado pelos jovens arquitetos Adalberto Vilela, Cecília Miscow, Vanessa Sampaio e Tiago Schultz, o ambiente mescla móveis contemporâneos com antiguidades.

A cadeira cedida pelo MAM–BA foi projetada em 1987, por Lina Bo Bardi, Marcelo Suzuki e Marcelo Ferraz, para o Teatro Gregório de Mattos, em Salvador. O móvel foi pensado para ser dobrável, leve, confortável e ocupar o menor espaço possível. O nome Frei Egídio faz referência às cadeiras encontradas em conventos, além de ser uma homenagem de Lina ao frade que a convidou para projetar a Igreja Espírito Santo do Cerrado, em Uberlândia, na década de 1970.

Loft do Colecionador - Foto_Adalberto Vilela (8)

(Foto: Adalberto Vilela)

O “Loft do Colecionador” é um ambiente repleto de arte e afetividade com a premissa de que todos colecionam memórias. O ambiente de 60 m² foi projetado para conferir privacidade sem abrir mão da integração dos espaços, harmonizando obras de arte de artistas nacionais e internacionais, artesanato e peças de design. O ambiente poderá ser visitado até 8 de dezembro, no Horto Florestal.