Brasil: 30% dos gays idosos sofrem de depressão

Comportamento, Social
7 de maio de 2014
por Genilson Coutinho

pesquisa

Envelhecer é um processo natural que deixa muita gente preocupada. Para os homossexuais, esta questão é encarada como uma das mais dificultosas ao longo de suas vidas. De acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade de São Paulo (USP) 30% dos gays e 24% das lésbicas sofrem depressão por conta do envelhecimento, contro 13,5% dos héteros.
O estudo dirigido pela psiquiatra Carmita Abdo no Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia, realizado em Belém, mostrou também que jovens gays possuem maior facilidade para se assumir: há 11% de homossexuais e 3% de bissexuais dentre os mais jovens no Brasil e apenas 2,2% de homos e 1,8% de bissexuais dentre as pessoas mais velhas.
Em entrevista ao jornal O Globo, Carmita ressaltou que apesar de homossexuais idosos sofrerem como héteros de todas as vicissitudes do envelhecimento, eles têm mais resistência para enfrentar os problemas. “A estigmatização por parte da sociedade acaba sendo um fator protetor para esta população”, diz a psiquiatra.
Para a pesquisadora, isso acontece devido as dificuldades que os homossexuais enfrentam na vida para se assumirem, fazendo com que eles desenvolvam capacidade para enfrentar melhor as crises.