Bateria da Mangueira encerra Parada do Orgulho LGBT do Rio

Genilson Coutinho,
11/10/2013 | 10h10

A bateria “Tem Que Respeitar Meu Tamborim”, do GRES Estação Primeira de Mangueira, encerrará nesse domingo (13), a partir das 13h, a 18ª Parada do Orgulho LGBT do Rio de Janeiro. O evento, que acontecerá na Praia de Copacabana, tem como tema: “Somos Milhões de Vozes”, e promete divulgar e promover a luta por direitos e cidadania de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais.

Organizado pelo Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBT e pelo Instituto Arco-Íris, 15 trios elétricos vão animar a festa da diversidade. Cerca de 50 ritmistas, intérpretes, passistas, além da primeira destaque da agremiação, Tânia Índio do Brasil, estarão presentes no show para aproximadamente um milhão de participantes, segundo expectativa dos organizadores. A bateria da Mangueira apresentará seus principais sambas enredo que foram sucesso na Marquês de Sapucaí.

“Nada mais justo e oportuno que a participação da Mangueira na Parada do Orgulho LGBT do Rio de Janeiro. O samba, assim como os homossexuais, sofreram e ainda sofrem preconceito e perseguição e temos que nos unir contra todo e qualquer tipo de discriminação”, pontua o presidente da agremiação, Chiquinho da Mangueira.

O Presidente do Grupo Arco-Íris, Júlio Moreira, diz que a parada deste ano vai lembrar os principais avanços nos direitos LGBT, como a conquista do casamento civil. Além disso, irá apontar também a alta incidência de crimes de homofobia no país, que fez mais de 4500 vítimas de violência só no ano passado. O evento ajuda, ainda, a ressaltar que os LGBT são milhões de vozes nas ruas, escolas, universidades e empresas no país, e que precisam ter os seus direitos reconhecidos.

“A participação da Mangueira, uma das escolas de samba mais tradicionais do carnaval carioca, reafirma o tema da Parada do Orgulho LGBT deste ano. Hoje, o desfile das escolas de samba, um dos maiores espetáculos da terra, é construído com amor e dedicação de milhares de homossexuais e a participação da Bateria da Mangueira é um reconhecimento a esta dedicação”, defende Moreira.

Mangueira terá setor em homenagem à Parada do Orgulho LGBT

Com o enredo “A Festança Brasileira Cai no Samba da Mangueira”, desenvolvido pela carnavalesca Rosa Magalhães que homenageará as principais festas e manifestações culturais do Brasil, a Mangueira terá um setor do seu desfile de 2014, homenageando a Parada do Orgulho LGBT. A Mangueira será a quarta escola de samba a desfilar no domingo (04/03) de Carnaval.

<Mangueira e Arco-Íris.jpg>