Ballet Nacional do Uruguai desembarca em Salvador no mês de setembro

Sem categoria
26 de agosto de 2013
por Genilson Coutinho

Com direção de Julio Bocca, uma das grandes estrelas da história do balé clássico mundial, o Ballet Nacional do Uruguai chega ao Brasil no início de setembro para a sua primeira turnê no país, sendo Salvador a capital de estréia do tour, com apresentação única no dia 3 de setembro (terça), no Teatro Castro Alves (TCA).

Para a turnê brasileira, Julio Bocca traz um programa com quatro coreografias: El Corsario – Pas de Deux  (1988), criado pelo gênio Marius Petipa, inversão de Anna-Marie Holmes, Without Words (1998), do coreógrafo espanhol Nacho Duato, Sinfonietta (1978), dança mais conhecida do também coreógrafo Jirí Kylián, e Tango & Candombe (2011), uma das coreografias mais recentes do Ballet Nacional Sodre.

Em seguida, após a apresentação em Salvador, o grupo viaja para Rio de Janeiro, São Paulo e Curitiba. O Ballet Nacional do Uruguai, conhecido também como Ballet Nacional Sodre, sediado em Montevideo, é uma das mais tradicionais companhias de balé da América Latina.

Sinfonietta (1978)
Esta é a obra mais conhecida da coreógrafa Jirí Kylían (Praga, 1947), artista de consagrada carreira internacional dentro da criação contemporânea, onde se destacou por seu estilo lírico e musical. Ao som de Leos Janacek, a dança se tranformou em uma obra clássica da dança contemporânea, ao qual Kylían alcança um ponto culminante na tradução dos movimentos das complexas relações amorosas entre os seres humanos. Coreografia: Jirí Kylían. Maestro Asistente: Patrick Delcroix. Música: Leos Janácek. Figurinistas e Cenografia: Walter Nobbe. Iluminação: Kees Tjebbes. Supervisor Técnico: Loes Schakenbos.

Tango & Candombe (2011)
Um trabalho da coreógrafa argentina Ana María Stekelman, criado especificamente para o BNS, apresenta uma das vertentes mais interessantes da escola latino-americana, já com uma visão do século XXI. Sua linguagem contemporânea é baseada nos ritmos populares argentinos. Coreografia: Ana Maria Stekelman. Figurino: Jorge Ferrari. Iluminação: Fernando Scorcela. Música: Seleção de autores e intérpretes argentinos.

Ballet Nacional do Uruguai
Data: 3 de setembro
Local: Sala Principal do Teatro Castro Alves
Horário: 21 horas
Ingressos: R$ 140, R$ 120 e R$ 100 (inteira) / R$ 70, R$ 60 e R$ 50 (meia entrada)