Balé do TCA é destaque no Festival VIVADANÇA com a coreografia “…Ou Isso”

No Circuito, Teatro
24 de abril de 2016
por Genilson Coutinho

Foto: Divulgação

O Balé Teatro Castro Alves (BTCA) é um dos destaques do VIVADANÇA Festival Internacional, que acontece em Salvador neste mês já na sua 10ª edição. Como parte da programação, o Balé do TCA sobe ao palco da Sala Principal do TCA no dia 28 de abril, quinta-feira, às 20h, com uma apresentação do aclamado espetáculo “…Ou Isso” trazendo ao público a sensibilidade, a poesia e o humor de uma montagem inspirada na obra do matogrossense “esticador de horizontes” Manoel de Barros (1916-2014), considerado um dos maiores escritores brasileiros contemporâneos.

“…Ou Isso”, coreografia de Jomar Mesquita e Rodrigo de Castro, foi concebida em 2012 especialmente para a Cia. Baiana de dança contemporânea. No palco, exercitando o corpo, a alma e o coração, os bailarinos sugerem neste espetáculo outras possibilidades de enxergar o mundo, de ver as coisas, transpondo sentidos, com um olhar ingênuo, lúdico, quase infantil, mas, ao mesmo tempo, astuto e sincero. Para falar dessa “reinvenção”, o balé recorre à tradição da dança de salão. Os ingressos para conferir o Balé do TCA em “…Ou Isso” no Festival VIVADANÇA custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) e começam a ser vendidos a partir do dia 21 de abril (quinta-feira).

BALÉ TEATRO CASTRO ALVES (BTCA) – Fundado em 1981, o Balé do TCA celebra 35 anos em 2016 como a 1ª companhia de dança oficial do Norte-Nordeste e se caracteriza por sua proposta sintonizada às linguagens contemporâneas. Sua prestigiada trajetória abrange mais de 70 coreografias e uma carreira internacional de enorme sucesso, com turnês por todo o mundo. O BTCA, que tem atualmente o dançarino, coreógrafo, produtor e professor Antrifo Sanches como diretor artístico, é mantido pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (Secult-BA) através da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb) e, junto com a Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA), é um dos corpos estáveis do Teatro Castro Alves.

MEMÓRIAS EM MOVIMENTO – Para celebrar seus 35 anos, o Balé do TCA montou uma programação especial de aniversário com uma série de atividades que integram o projeto “Memórias em Movimento – BTCA 35 anos”, com dois dias de espetáculo no Teatro Castro Alves, além da exposição comemorativa BTCA 35 anos – incluindo visitas guiadas pelos próprios bailarinos -, em carta durante todo o mês de abril no Foyer do TCA. O BTCA também foi aclamado pelo público no último dia 14/04, na reinauguração do Centro de Cultura Maestro Miro e Teatro Ângela Oliveira, em Feira de Santana (BA), também com o espetáculo “…Ou Isso”. Outra iniciativa é o Projeto “Bate-Papo e Memórias”, encontros com as comunidades da UFBA e da Escola de Dança da FUNCEB, dançarinos, pesquisadores e interessados na área da dança em geral.

FESTIVAL VIVADANÇA – O festival chega a sua 10ª edição e reúne este ano espetáculos de 9 países, mais de 500 artistas, duas criações inéditas em residência, mostras, exposição, seminário, oficinas e é o único do Norte-Nordeste a receber a programação do Ano da Cultura da Polônia no Brasil. A programação começa no dia 20/04, às 19h, no Passeio Público de Salvador, e segue até o dia 01/05, espalhando-se por 10 espaços, entre teatros, centros culturais e ruas de Salvador.