Bailinho de Quinta leva marchinhas de carnaval para os festejos juninos no Pelô

Sem categoria
8 de junho de 2011
por Genilson Coutinho

A época é dos festejos juninos, mas como já dizem em Salvador é carnaval o ano inteiro. Uma prova disto é o show do grupo Bailinho de Quinta que acontece dia 09 de junho (quinta-feira), no Largo Tereza Batista, às 21h, com entrada franca. O evento faz parte da agenda do Pelourinho Cultural, programa da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) que leva a diversidade cultural aos largos e ruas do Centro Histórico de Salvador.

O projeto Bailinho de Quinta retorna Pelourinho após fazer ensaios de verão no Centro Histórico de Salvador e ser uma das grandes atrações do Carnaval do Pelô 2011. O grupo tem como identidade musical antigas marchinhas de carnaval. A intenção é transportar baianos e turistas para as décadas de 20 e 60, para os famosos bailes com máscaras, confetes e serpentinas.

“O Pelourinho Cultural sempre traz como caráter principal a diversidade cultural, o que tem tudo a ver com o Centro Histórico, um espaço que é público e que deve     atender ao povo trazendo reggae, rock, o pop. E nada mais interessante do que na época junina trazer o Bailinho, um grupo essencialmente de marchinhas carnavalescas, assim como no verão há shows de forró”, frisa Graco Vieira.

No repertório da banda estão sucessos como “Aurora” de Mário Lago e Roberto Roberti, “Chiquita Bacana” de Braguinha e Alberto Ribeiro e “Tá-Hi” sucesso na voz de Eduardo Dusek. Além disso, o show contará com uma releitura da canção “Ando meio desligado” d’Os Mutantes, recentemente incorporada ao repertório. O Bailinho de Quinta é composto pelo guitarrista Graco Vieira (Scambo), o baterista Thiago Trad (Cascadura), o baixista Renato Hishihara, os sopristas Léo Couto, Bruno Neri e Mateus Aleluia (Orquestra Rumpilezz e Orquestra Afro sinfônica) e a cantora Juliana Leite (Orquestra do Maestro Zeca Freitas e Paratodos).

Serviço

Bailinho de quinta

Quando: 09 de junho (quinta-feira), 21h

Onde: Largo Tereza Batista, Pelourinho

Quanto: Gratuito

Últimas Notícias

Confira outras atrações no pelourinho

O rock paulista da banda Cérebro Eletrônico

Em tempos de arrasta-pé, o rock pede licença e promete estremecer as ruas do Pelourinho com o show da banda Cérebro Eletrônico que acontece no dia 10 de junho (sexta-feira), no Largo Pedro Archanjo, às 21h, com entrada franca. O evento faz parte da agenda do Programa Pelourinho Cultural, iniciativa da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) que garante ao público muita cultura e diversidade no Centro Histórico de Salvador.

Pela primeira vez na cidade a banda paulista de rock alternativo Cérebro Eletrônico se apresenta no Pelourinho com repertório do último CD – Deus e o Diabo no Liquidificador – lançado no final do ano passado, além de contar com a participação especial do cantor Ronei Jorge. O experimentalismo é uma marca registrada da banda que traz em suas canções forte influência do Movimento Tropicalista e cantores como Raul Seixas e Rita Lee. Com o álbum “Pareço Moderno”, de 2008 o grupo foi indicado a melhor artista de MPB no prêmio VMB 2009 da MTV e garantiu lugar na lista dos discos mais importantes da década, feita pela Folha de São Paulo.

Empolgado, o vocalista da banda Tatá Aeroplano revela o desejo da banda de tocar na capital baiana. “Sempre tivemos vontade de tocar em Salvador, pois admiramos muito a música baiana e queremos fazer essa ligação com o rock. Gostamos muito do Gilberto Gil, dentre outros artistas do estado”, disse. “Apesar de sermos uma banda de rock, vamos tocar durante a apresentação alguns ritmos carnavalescos. O importante é comunicar com a música e tenho certeza que isso irá acontecer”, completou Tatá.

A agenda do programa Pelourinho Cultural trará ainda, além da extensa programação de forró durante o São João entre os dias 17 e 25 de junho, diversos ritmos para agradar a todos os gostos. No mesmo dia em que a banda Cérebro Eletrônico irá tocar no Largo Pedro Archanjo, será possível conferir também o pop da cantora, compositora, guitarrista e multi-instrumentista baiana, Thathi, no Largo Tereza Batista. Além disso, a programação conta com mais uma edição do projeto Dia D do Reggae, no dia 28, e com uma homenagem aos 42 anos de criação die Novos Baiano, no dia 30 de junho.

Serviço

Banda Cérebro Eletrônico

Quando: 10 de junho (sexta), 21h

Onde: Largo Pedro Archanjo

Quanto: Gratuita

Santo Antônio será louvado por artistas baianos na Praça das Artes durante três dias

Celebrado desde 2007 por iniciativa do Pelourinho Cultural, programa da Secretaria de Cultura da Bahia – SecultBa, o Tríduo a Santo Antônio no Centro Histórico acontece este ano nos dias 11, 12 e 13 de junho, sempre às 19 horas, no Pelourinho. Em sua quinta edição, o evento que sempre aconteceu na Casa 12, sede do Programa Pelourinho Cultural, deixa a instituição pela primeira vez para ser contemplado ao ar livre – na Praça das Artes, e conta a realização da Secretaria de Turismo do Estado da Bahia – Setur, através do São João da Bahia, e com o apoio do Instituto de Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia – IPAC e do Instituto Mauá.

Para a gerente de produção artística do Pelourinho Cultural, Simone Reis, é de extrema importância salvaguardar manifestações culturais como a celebração a Santo Antônio. “Essa é uma manifestação popular de tradição religiosa que sempre teve espaço no Centro Histórico. A celebração aberta ao público vem para somar no sentido de divulgar e preservar essa manifestação, inclusive apresentando esses costumes aos que não o conhecem”, afirma Simone. “Esse é o intuito do Pelourinho ao ampliar uma celebração que já vinha sendo realizada durante alguns anos”, conclui.

Na prática da fé católica, a palavra “tríduo” é sinônimo de preparação. No caso de Santo Antônio, o tríduo e uma tradicional reunião em louvor e oração durante três dias até o 13 de junho, dia oficial do homenageado. É com objetivo de preservar e valorizar as tradicionais manifestações religiosas e culturais, que a cada noite grupos e artistas baianos serão convidados para louvar o santo mais popular do Brasil, também conhecido como santo casamenteiro e padroeiro dos pobres, além de invocador para encontrar objetos perdidos.

Portanto, quem passar pelo Centro Histórico entre os dias 11 e 13 poderá apreciar os louvores ao Santo nas vozes do Maestro Keiler Rego, do cantor baiano Aloísio Menezes e do Grupo Santo Antônio. No repertório, além de cânticos, louvores e orações, o público poderá conferir a canção “Santo Antônio” – composição do artista Jota Velloso.

Para o prior Júlio César Soares, um dos coordenadores do Grupo Santo Antônio, o tríduo é uma oportunidade em que os católicos rogam e agradecem ao santo. “Este momento é muito singular na vida de nossa comunidade, pois nos reunimos para nos congratular, orar, e agradecer as graças trazidas por este famoso santo”, conta. “Damos ainda a oportunidade ao público de conhecer a história de Fernando Bulhosa, o nosso Santo Antônio, que percorreu várias cidades européias para anunciar o evangelho de Cristo”, completa o prior.
Após cerimônia, barraquinhas do Instituto Mauá vendendo itens típicos da temporada junina e apresentações de dois trios de forró por noite farão da Praça das Artes um autêntico espaço nordestino, alegrando a baianos e turistas com o tradicional forró pé de serra, além de estilos forrozeiros como xote, xaxado e baião. Durante os três dias de orações, um livreto será distribuído com súplicas, cânticos e ladainhas para que o público possa acompanhar e participar do ritual. Além disso, no dia 13 de junho, será distribuído aos presentes o tradicional pãozinho de Santo Antônio. O símbolo remete à generosidade do santo que doava pães aos pobres. Acredita-se, que ao manter o “pãozinho de Santo Antônio” em um pote de farinha, não faltará alimento ao lar.
Quermesse segue até o dia 25

Devidamente decorada e pronta para os festejos juninos desde o dia 11, a Praça das Artes irá continuar em clima de quermesse até o final do São João. Diariamente, a partir das 17h30, o público poderá saborear as famosas iguarias juninas como bolos diversos, canjica, pamonha, mungunzá, amendoim e licores, a venda nas barraquinhas do Mauá, e curtir as apresentações das atrações da comunidade do Pelourinho além dos tradicionais trios de forró.

Santo Antônio

Tradicionalmente comemorado em 13 de junho, o dia de santo Antônio abre a temporada de celebrações juninas a santos católicos. Durante o mês são homenageados ainda São João Batista (24) e São Pedro (29). Santo Antônio de Pádua foi um frei franciscano português. Nascido em Lisboa, Fernando de Bulhões e Taveira foi ordenado sacerdote entre os cônegos regulares de Santo Agostinho, entrando posteriormente para o convento de Santo Antônio de Coimbra, onde recebeu o nome de Antônio. Atualmente é um dos santos mais venerados da igreja católica em todo o mundo. É considerado protetor dos pobres e dos namorados.

Versos a Santo Antônio

Glorioso Santo Antônio
Em milagre protetor
Pede a Deus que nos dê
Um coração fervoroso

Glorioso Santo Antônio
Com Deus menino nos braços
Fazei com que Ele nos prenda
Em Seus amorosos laços.

Glorioso Santo Antônio
Que todo sois milagroso
Alcançai-me do Senhor
Um Espírito fervoroso

Serviço
Tríduo a Santo Antônio
Quando: 11, 12 e 13 de junho (sábado a segunda-feira), 19h
Onde: Praça das Artes
Quanto: Gratuita