Atores globais são favoráveis ao casamento gay e a adoção por casais homossexuais

Sem categoria
23 de maio de 2013
por Genilson Coutinho


A novela Amor à Vida já entrou no gosto da comunidade gay do Brasil com as maldades de vilão Félix, personagem do ator Mateus Solano que se tornou um dos mais comentados nas redes sociais logo nos primeiros capítulos, conquistando inclusive o carinho da atriz Adriana Esteves, que viveu a perigosa Carminha na novela Avenida Brasil.
Mas não será apenas as armações e babados de Félix que vão movimentar as questões referentes a comunidade LGBT. Dentre os temas que serão abordados, estão no eixo das discussões o casamento gay e a adoção por casais homossexuais e esses temas já foram aprovados pelo time dos mais belos galãs da Globo, que se posicionaram favoráveis aos direitos da comunidade LGBT brasileira.
A ala dos belos masculino da novela Amor a vida, os atores Marcelo Antony, Malvino Salvador, Ricardo Tozzi, Caio Castro, Rodrigo Andrade e Tiago Fragoso e um super time de gatos disseram sim a causa. Veja o que pensam os atores:
Marcello Antony – “É um assunto já tão batido, mas que ainda parece tão novo. Eu sou bem aquele lema francês: Liberté, égalité, fraternité (Liberdade, igualdade, fraternidade). Acho que as pessoas têm que ser felizes e ter aquele senso de liberdade. Se um homem quer ser feliz com outro homem, seja feliz assim. Eu tenho muitos amigos nesta situação”.

Thiago Fragoso – “Todo mundo tem direito de falar o que quiser, mas a liberdade de um termina quando começa a liberdade do outro. Nós já temos o reconhecimento da união estável homoafetiva e isso já leva para um desdobramento natural de legalizar o casamento. Acho que todos nascem iguais e tem que ter os mesmos direitos. É isso que eu penso e torço para que o Brasil chegue no caminho que a França já seguiu, diversos outros países no mundo já seguiram e acho que está indo por aí mesmo. A gente tem o Supremo com a cabeça muito avançada e isso vai refletir na sociedade”,completa.

Malvino Salvador – “Sou completamente a favor da união. Acho que todo mundo tem direito. Discutir isso é uma bobagem. A pessoa é ser humano e pronto. Não importa a opção sexual dela. Elas têm que ser felizes. E a lei tem que dar direitos a todos. Se a pessoa não faz mal a ninguém, ela tem o direito de ser feliz e viver a vida dela como ela quiser”.

Julio Rocha – “Sou a favor do amor. Não importa se o cara quer casar ou quer se juntar. Sou a favor que as pessoas possam se amar em paz”, diz.

Caio Castro – “Eu não tenho preconceito de cor, classe social ou sexo. Eu acredito no respeito para com o outro, acho que se eles estão felizes tudo é válido, eu respeito”.
Rodrigo Andrade – “Sou a favor da felicidade, acho que as pessoas têm que ser felizes e essas burocracias que existem acho uma bobagem. A liberdade é a gente compreender os cordeis que nos manipulam e essas burocracias. Essas pessoas que são contra tem a cabeça muito pequena. Eu sou a favor do amor, sou a favor da felicidade, sou a favor da união estável”.

Ricardo Tozzi – “Sou 100% a favor, cada um ama quem quiser, livre escolha, não tem que julgar, não existe julgamento de valor do que é melhor ou pior. Cada um nasce de um jeito e cada um ama quem quiser. Não tem nenhuma questão, não tenho nenhuma dúvida, por isso acho que é tão absurda a discussão. Amor é a amor. Amor ao seu filho, à sua namorada, à sua mãe. Quando você constrói a vida em cima do amor é isso que vale, quando você acabar a sua vida o que vai valer é quanto você amou e aí vale tudo”.