Ativista recebe Titulo de Cidadão Soteropolitano

Sem categoria
22 de setembro de 2011
por Genilson Coutinho


O Diretor Adjunto do Departamento de DST/Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, Eduardo Barbosa, dedicado militante da causa pelo enfrentamento ao HIV, será agraciado com Título de Cidadão de Salvador, na Câmara Municipal. A homenagem, proposta à Casa Legislativa pela vereadora Marta Rodrigues, será realizada através de Sessão Especial nesta  quinta-feira, 22 de setembro, a partir das 18h30.

Sempre presente na Bahia, em especial em Salvador, Eduardo Barbosa já coleciona reconhecimentos pelo seu trabalho no estado, tanto pelo Grupo Gay de Camaçari, que promove anualmente a entrega do Troféu Eduardo Barbosa, como pelo GLICH – Grupo Liberdade, Igualdade e Cidadania Homossexual – de Feira de Santana. Para Marta, reconhecer Eduardo como cidadão soteropolitano é reconhecer a importância do seu trabalho para a capital baiana.

Professor, Eduardo Luiz Barbosa luta pelos direitos dos cidadãos portadores do vírus HIV desde 1994. Integrou o GIV – Grupo de Incentivo à Vida, de São Paulo, em 2001 foi eleito presidente do Fórum Estadual de ONGs Aids de São Paulo e em 2004 foi chamado para integrar o Programa Naiconal de DST e Aids do Ministério da Saúde. Graças ao seu trabalho, se tornou uma referência para as pessoas que vivem com HIV e para o fortalecimento das instituições que atuam com a temática da Aids.

Nota da Redação do Site – O ativista no mesmo dia ás 17h visita a sede do Grupo Gay da Bahia no Pelourinho, entidade que em 2005 recebeu do Ministério da Saúde o titulo de melhores práticas de prevenção das DST/Aids no Brasil. Ele vai conhecer as atividades do Projeto Se Ligue, promovido pela entidade que já teve apoio da Pathfinder do Brasil e funciona a mais de dez anos instruindo jovens sobre prevenção e cidadania LGBT. A vereadora municipal Leo Kret do Brasil confirmou a presença na sede do GGB onde dará depoimento da eficácia do Projeto Se Ligue junto aos jovens do qual ela foi uma das participantes ativa quando adolescente.

Fonte: GGB