Ativista LGBT, Max Souza, critica transfobia em app de paquera “Por que eu posso e elas não?”

Comportamento, Social
24 de julho de 2020
por Genilson Coutinho

Max Souza resolveu desabafar sobre a polêmica envolvendo um app de paquera, após receber relatos de exclusão dos perfis de usuários trans. De acordo com o marido do prefeito de Lins (SP), Edgar de Souza, Max recebeu diversas mensagens para se posicionar sobre o assunto.

“É um caso que veio à tona na última semana com vários relatos de mulheres trans contando que seus perfis foram excluídos. Eu fiquei muito surpreso, é um absurdo um aplicativo que usa a bandeira da militância ter esse comportamento. Não adianta fazer todo esse discurso de que aceita todas as pessoas sem preconceito se em atitudes não condiz com a mesma”.

Max contou que também já usou o app de encontros e apontou preconceito de imagem pelo app. “Já tive perfil no app antes de conhecer o Edgar, na época não sofri nenhum tipo de retaliação por parte do aplicativo por ser gay. Acho que foi muito preconceito de imagem. Por que eu pude fazer meu perfil e elas não? Como eles sabiam que eram trans? Na época coloquei a proteção como homossexual. Tenho amigas trans e me senti ofendido por elas. Me coloco no lugar delas. Sou assumidamente gay e sei como é difícil sofrer esse tipo de preconceito”.

Deixe seu comentário

Sem comentários, seja o primeiro.