“As camisinhas não eram minhas”, diz homem acusado transmitir HIV a parceiros

AIDS em pauta, Social
13 de novembro de 2017
por Genilson Coutinho

Reprodução/Facebook/Daryll Jack Thomas Rowe Daryll é acusado de transmitir HIV de propósito aos parceiros

Igay

Daryll Rowe, de 26 anos, está em julgamento sob acusação de insistir para ter relações sexuais desprotegidas com seus parceiros para contaminá-los com HIV, o vírus causador da AIDS.  Ele, que é originalmente de Edimburgo, na Escócia, teria infectado quatro homens e tentado infectar mais seis entre outubro de 2015 a dezembro de 2016. Confrontado pelo juri, Daryll negou as acusações de que teria transmitido HIV propositalmente e que as camisinhas não eram deles. As informações foram publicadas essa semana no jornal britânico do “Daily Mail”.

De acordo com a corte que recebeu a denúncia, Daryll conhecia outros homens no Grindr – um aplicativo de namoro – e pedia para fazer sexo sem camisinha, dizendo que não tinha HIV. Quando os parceiros insistiam em usar preservativos, ele os furava propositalmente. Após fazer sexo com outros homens, ele enviava uma mensagem aos parceiros confessando que tinha o vírus e zombando da situação. “Talvez você esteja doente. Entrei dentro de você e eu tenho HIV HAHA. Uops!”, recebeu um dos homens que havia feito sexo com Daryll.

Julgamento

A promotora Caroline Carberry mostrou ao júri uma camisinha furada que ela afirmou ter sido sabotado por Daryll. Segurando o item com luvas de proteção, ela disse: ‘Ele foi removido da embalagem e depois inserido novamente no pacote. Você fez isso. Todos os preservativos foram encontrados em seus pertences”.

Daryll negou as acusações: “As camisinhas não eram minhas”. A promotora rebateu: “Você tem seu próprio conjunto de preservativos sabotados para usar com os homens que insistem em usar proteção. Preservativos que você sabotou intencionalmente para tentar infectar outros homens”. Daryll respondeu que “não”.

A promotora ainda perguntou se Daryll queria que outras pessoas fossem infectadas para sofrerem  como ele. “Não. Fui diagnosticado, mas achei que não tivesse mais o vírus”, respondeu. Durante o julgamento, Daryll revelou ter tentado se curar com terapias alternativas – que incluíam beber a própria urina.

Segundo o “The Guardian”, Daryll foi diagnosticado com HIV em abril de 2015, depois que uma clínica de saúde sexual entrou em contato com ele para dizer que seu ex-parceiro era portador do vírus.

  • Tiago Soares

    Ele é doente.

  • Alisson Vrai

    Por isso q nunca uso a camisola de ninguem, sempre uso a minha… Cadeia nesse PATIFE!