Anitta responde a publicação de vereador evangélico que a chamou de “vagabunda de quinta”

Comportamento, Social
4 de setembro de 2017
por Genilson Coutinho

O vereador Otoni de Paula (PSC-RJ) se desculpou por uma postagem em sua página oficial no Facebook em que a cantora Anitta é chamada de “vagabunda de quinta”. O político atribuiu a ofensa a um erro de sua equipe. “Esse termo foi inapropriado. Por isso peço perdão”, escreveu. Decidiu manter, contudo, o restante de um texto infeliz em que se pergunta se a artista é uma “cantora ou garota de programa”. “Anitta arrasta multidões de crianças em seus shows, é idolatrada pelos adolescentes de hoje, mas Anitta não tem nenhuma responsabilidade profissional com essa meninada que ela conquistou”, escreveu.

Ao post original, Anitta reagiu explicando ser “cantora, empresária, coreógrafa, empresária e outros negócios (que não são da indústria pornográfica)” e dar emprego a “50 famílias”. Disse também que não seria “burra” de entrar com um processo por calúnia. “Qualquer ser humano que entenda de justiça brasileira sabe que eu não sairia vitoriosa desta questão nem com macumba (aproveitando o trocadilho já que o senhor é evangélico)”, postou. “Mas aproveito a notoriedade que seu post tomou pra responder sua pergunta. ‘A que nossas crianças estão sendo submetidas?’ A uma triste falta de oportunidade e educação pra quem não tem dinheiro. Uma aprovação automática que desestimula professores a alunos a formarem pessoas educadas neste país”, escreveu. “O que tento fazer com a porta que se abriu pra mim (que foi a do entretenimento) é mostrar aos demais que nasceram na mesma situação que existe uma saída.”