Ambev anuncia 25 ONGs escolhidas para fazerem curso de gestão com seus executivos

Serviços
24 de abril de 2018
por Helder Azevedo

Voa_Um Programa Ambev

A Ambev anunciou os nomes das 25 ONGs brasileiras selecionadas para participarem do programa VOA, curso criado pela companhia para compartilhar seus conhecimentos em gestão. O objetivo do programa é transferir o conhecimento de gestão que a Ambev tem para essas organizações e assim ajudá-las expandirem sua atuação e, em consequência, seu impacto na sociedade.

O VOA terá quatro módulos, que serão divididos em seis encontros presenciais que acontecerão ao longo do ano na sede da Ambev. As aulas terão início na segunda metade de abril e serão lideradas por executivos e funcionários da Ambev, que se candidataram como voluntários do VOA. A primeira aula contará com a participação especial do CEO Bernardo Paiva, que vai abrir o programa.

Os voluntários da Ambev, especialistas em suas áreas de atuação, também serão responsáveis por oferecer mentoria personalizada para as organizações participantes. Cada ONG terá seu próprio padrinho, responsável pelo acompanhamento de sua evolução nas aulas, implementação do conteúdo e desenvolvimento do projeto a ser apresentado ao final do curso. Foram mais de 700 funcionários interessados em participar como voluntários do programa.

Após participarem dos encontros do VOA, as ONGs apresentarão um projeto prático realizado com base no aprendizado. A organização com o projeto mais bem avaliado receberá, ainda, um auxílio financeiro para aplicação na ONG.

O VOA foi criado alinhado com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável 1, 4, 8 e 17 da ONU, que buscam tornar o mundo mais inclusivo e sustentável. O programa nasceu da vontade da cervejaria de ajudar a construir um mundo melhor, compartilhando os conhecimentos e práticas adotados pela própria companhia e reconhecidos no mercado. Assim, o VOA quer oferecer apoio às ONGs para que elas atinjam seus propósitos e ajudem suas causas de maneira mais eficiente e estruturada.

“Em nosso dia a dia, atendemos e visitamos diversas comunidades pelo país e, no contato com essas diferentes realidades, percebemos que poderíamos ajudar. Compartilhando nossas experiências em gestão, estamos ajudando o mundo a ser melhor. Junto com as ONGs, por meio de nossa troca de experiências, queremos deixar um legado de boas práticas”, afirma Carla Crippa, diretora de sustentabilidade da Ambev.

Mais de 2.000 ONGs se cadastraram para a seleção do programa. A escolha das participantes envolveu critérios como potencial de impacto social nas novas gerações, visão de futuro e comprometimento.

Veja abaixo as ONGs que vão participar do VOA:

  • Arrastão Movimento de Promoção Humana:atua em São Paulo desde 1968. Oferece projetos de capacitação e programa de formação e empreendedorismo para jovens.
  • Associação Brasileira de Assistência e Desenvolvimento Social – ABADS:atende cerca de 1.000 pessoas por mês e promove a inclusão e capacitação de crianças e jovens com deficiência intelectual e transtorno do espectro autista na Grande SP.
  • Associação Celebreiros:capacita e encaminha jovens na região do Vale do Paraíba (SP); já produziu espetáculos teatrais, oficinais de cinema e tem um canal de TV produzido pelos jovens atendidos.
  • Associação Junior Achievement do Brasil:tem três pilares de atuação (educação financeira, preparação para o mercado de trabalho e empreendedorismo) para inspirar e capacitar jovens em todo o território nacional.
  • Associação Luta pela Paz:trabalha com crianças e jovens da comunidade da Maré (RJ) e oferece oportunidades em educação, esportes, qualificação profissional e liderança juvenil.
  • Associação Rede de Desenvolvimento da Maré:atendeu cerca de 4.500 pessoas em 2017 na comunidade da Maré (RJ); oferece curso pré-vestibular gratuito e desenvolve ações em diversas áreas como educação, arte, cultura e acesso à justiça.
  • Associação Social e Educacional Casa do Zezinho:com atuação na zona sul da cidade de São Paulo, atende crianças e jovens e oferece múltiplas atividade de educação e cultura.
  • Associação de ensino Profissionalizante – ESPRO:com abrangência nacional, atua desde 1979 promovendo a inclusão social por meio de ações socioeducativas.
  • Casa Azul Felipe Augusto:com atuação nas cidades satélite de Brasília (DF), oferece atividades de contraturno escolar, aulas de artes, música, dança, informática, esportes e capacitação profissional.
  • Ensina Brasil:recruta e seleciona jovens talentos oferecendo capacitação e mentoria constantes, tornando-os aptos a darem aulas em escolas vulneráveis da rede pública em sete cidades brasileiras.
  • Foco empreendedor:fomenta o empreendedorismo, desenvolvendo projetos com base na educação. Atua na região de Porto Alegre (RS).
  • Grupo Nós do Morro:oferece ações culturais e capacitação na comunidade do Vidigal, no Rio de Janeiro, onde atua desde 1987.
  • Grupo de Informática, Comunicação e Ação Local (GIRAL):tem como objetivo formar jovens agentes de desenvolvimento por meio de projetos de produção audiovisual em Pernambuco.
  • Instituição de Incentivo à Criança e ao adolescente de Mogi-Mirim:utiliza a arte-educação como ferramenta de transformação social e desenvolvimento de competências.
  • Instituto Beatriz e Lauro Fiuza:desenvolve programas de apoio à formação de crianças e adolescentes em Fortaleza (CE).
  • Instituto Bom Aluno do Brasil:fornece apoio educativo a alunos de escolas públicas e realiza atividades de desenvolvimento socioeducacional até a graduação na região metropolitana de Curitiba (PR).
  • Instituto Esporte Educação:criado pela ex-jogadora de vôlei Ana Moser, leva projetos esportivos e educacionais para crianças e jovens e também atua na formação de professores em São Paulo.
  • Instituto Gabriel Medina:é referência no trabalho de base para a formação de novos surfistas; jovens recebem, além dos treinos específicos, aulas de inglês, tecnologia, acompanhamento médico e palestras socioeducativas na região de São Sebastião (litoral de SP).
  • Instituto Guga Kuerten:atua prioritariamente em Florianópolis (SC) com projetos de educação e integração social de pessoas com deficiência e de uso do esporte como estratégia de desenvolvimento integral de crianças e adolescentes.
  • Instituto Verdescola:oferece cursos profissionalizantes em parceria com outras instituições e um programa multidisciplinar para crianças e jovens da rede pública de ensino do litoral norte do estado de São Paulo.
  • Instituto de Pesquisas em Tecnologia e Inovação – IPTI:promove o desenvolvimento com soluções inovadoras e utilizando tecnologias sociais, que associam arte, ciência e tecnologia no Sergipe.
  • Instituto de Responsabilidade e Investimento Social | IRIS: tem como objeto social a promoção gratuita da educação, cidadania e diretos humanos por meio de diversos projetos em Salvador (BA).
  • Projeto Ruas:trabalha para o bem-estar e a cidadania da população em situação de rua e treina voluntários para liderarem atividades com essa população no Rio de Janeiro.
  • Pró-Saber SP:oferece contraturno escolar para crianças e adolescentes da comunidade de Paraisópolis (SP) com atividades de música, literatura, dança e jogos.
  • União de Núcleos e Associações de Heliópolis e Região – UNAS:contribui para o desenvolvimento da comunidade de Heliópolis (SP) com ações nas áreas de educação e assistência social.

Sobre a Cervejaria Ambev – Unir as pessoas por um mundo melhor. Esse é o sonho da Cervejaria Ambev, empresa brasileira, com sede em São Paulo, e presente em 18 países. No Brasil, somos mais de 32 mil pessoas que dividem a mesma paixão por produzir cerveja e trabalhamos juntos para garantir momentos de celebração e diversão.

A Ambev é uma cervejaria inovadora e temos o consumidor no centro de nossas decisões e iniciativas. Nosso portfólio conta com cervejas, refrigerantes, chás, isotônicos, energéticos, sucos (de marcas reconhecidas como Skol, Brahma, Antarctica, Budweiser, Stella Artois, Wäls, Colorado, Guaraná Antarctica, Fusion, do bem) e AMA, a água mineral que destina 100% de seu lucro para projetos que levam acesso à água potável para famílias do semiárido brasileiro.

Somente nos últimos cinco anos, investimos R$ 17,5 bilhões no país e deixamos um legado além dos investimentos com nossa ampla plataforma de sustentabilidade. Esse compromisso inclui metas claras, divulgadas publicamente, e se traduz em quatro pilares: consumo inteligente, água, resíduo zero e desenvolvimento. Esse trabalho é feito com uma rede de parceiros, pois acreditamos que a construção de um mundo melhor se torna mais rica quando feita em conjunto.