Amanda é percussão

Sem categoria
27 de junho de 2011
por Fábio Rocha

 


Somar com originalidade. Esta frase descreve o projeto de carreira solo da cantora Amanda Santiago. Após estudar nos Estados Unidos e vivenciar oito anos na “escola” Timbalada, Amanda investe na inovação; não só nos ritmos e acordes, mas também nos instrumentos. Estudando o som de objetos do dia-a-dia, Amanda busca pelo que é diferente, agradável e único, para contribuir em sua formação musical. “Criar instrumentos não é um processo fácil, é preciso conhecer diferentes materiais, objetos, entender de música e ter um ouvido bem apurado. Mas descobrir e aplicar novos sons é também bastante gratificante”, afirma a cantora.

Ao lançar sua carreira solo em2007, acantora começou a se dedicar à pesquisa e confecção de novos instrumentos musicais – e a percussão foi o mote para a criação de instrumentos inovadores, tais como o Homem de lata (tonel adaptado como roupa e tocado com baqueta de metal), a Asa (instrumento preso às costas do músico, no qual um toca nas costas do outro) e a Biketéria (bicicleta adaptada que emite som de bateria eletrônica). “Eu sempre gostei de buscar referências diferentes para a minha música. Não podia ficar com uma caneta na mão que tentava tirar um som”, declara Amanda. Este processo de criação emprega em sua maioria materiais recicláveis e utensílios usuais como tonéis, escadas de metal e baldes plásticos, o que projeta sonoridade única, resultado da versatilidade e preocupação atual com o meio ambiente.

Apesar de empregar muitas vezes utensílios domésticos na confecção de instrumentos musicais, o processo de criação de Amanda se preocupa também com a apresentação destes: “Não é só pegar um objeto que faça um som bacana e colocar no palco para tocar. É preciso incrementar, muitas vezes com outros materiais, para trabalhar o som e fazer de algo comum um instrumento especial”, explica Amanda. Exemplos disso são o Tonelpele e o Tonelsurdo, instrumentos feitos de recipientes metálicos que Amanda decidiu revestir por uma pele – uma etapa de desenvolvimento que implica pensar tanto na apresentação, quanto na sonoridade.

Inovação também de ritmo

Em 2011, acantora se reinventa, e adere ao Eletroaxé, ritmo musical criado por Carlinhos Brown que mistura a batida baiana e a eletrônica, expressamente presente na sua música de trabalho, “Tom do Amor”. Para o amigo, parceiro e padrinho musical, Carlinhos Brown, Amanda cria seu próprio caminho “O conceito de Amanda Santiago está relacionado à mistura. O tempo já se encarregou disso. Primitivo, contemporâneo e eletrônico.”

Conheça os instrumentos criados por Amanda Santiago:

Asa – Instrumento em forma de asa preso as costas do músico, no qual um toca nas costas do outro.

Azulão – Recipiente plástico que tocado com a baqueta, substitui “surdo de meio”.

Tonel – Recipiente metálico, tocado com baquetas de alumínio, substitui células rítmicas do timbau e também é tocado com luvas grudadas a discos de metais.

Esclave – Objeto usual que serve de suporte de latas.

Tonelpele – Recipiente metálico com pele, que tocados com as mãos, substitui as células rítmicas do timbau.

Tonelsurdo – Recipiente metálico com pele, tocados com baquetas de surdo, na vertical.

Pé de som – Sapato usado como surdo e quando o músico anda, emite o som.

Homem de lata – Tonel adaptado como roupa e tocado com baqueta de metal.

Contato:

Bruno Ramos – Tel. 71. 9124.6737

Lima Comunicação – Tel. 71. 3240.6344/6366