Aguinaldo Silva defende: ‘Existem gays homofóbicos, sim’

Comportamento, Social
12 de janeiro de 2018
por Genilson Coutinho

O autor Aguinaldo Silva usou o Twitter para fazer uma pesquisa com os seus seguidores. Depois de desabafar, afirmando que a maioria das pessoas que não gostavam dele eram homossexuais, Aguinaldo perguntou: “Será que existem gays homofóbicos? Acho que sim”. No dia seguinte, veio a conclusão na mesma rede social. O novelista afirmou que seu tuíte teve mais de 220.000 acessos e definiu que “a maioria decide: existem gays homofóbicos, sim”.

 O questionamento, que gerou grande debate entre os usuários da rede, surgiu da constatação de Aguinaldo: “Descobri uma coisa terrível: das pessoas que me hostilizam e dizem abertamente que não gostam de mim, a maioria é gay. É difícil de entender, já que sou um deles”. A postagem teve quase 800 comentários e mais de 6.500 curtidas.A constatação do novelista acalorou a discussão entre os seguidores. “Os gays que não gostam de você, não gostam, não porque você é gay, mas porque você volta e meia deprecia a luta pelos direitos LGBT”, afirmou um usuário na rede social. “Eu penso que em parte é a inveja inconfessável de quem, não tendo talento, quer rebaixar os que conseguiram tudo à custa de muito trabalho, esforço e genialidade”, discordou outro.