A hidratação é a grande aliada da saúde nos dias mais quentes

No Circuito
10 de dezembro de 2015
por Genilson Coutinho

Falta pouco para a chegada da estação mais quente do ano. Durante esses dias típicos de calor intenso, é importante tomar alguns cuidados para manter o bom funcionamento do organismo, e um deles é a hidratação.

O calor faz com que o corpo elimine suor na tentativa de manter a temperatura corporal equilibrada e, com isso, perde-se água e sais minerais. O desajuste entre essa perda e sua reposição pode levar a quadros de desidratação, e, para que isto não ocorra, as pessoas devem redobrar os cuidados.
“A desidratação ocorrerá se a água eliminada pelo organismo através da respiração, suor, urina, fezes e lágrimas não for recuperada por meio da ingestão suficiente de líquidos”, explica a nutricionista e gerente de Relacionamento com o Mercado do Laboratório Sabin, Elisa Goulart.
Para evitar que isso ocorra, a recomendação da especialista é a ingestão de, em media, 2 litros de água por dia e o consumo de alimentos e bebidas que podem contribuir com a hidratação, como água de coco, chás, sucos de frutas sem açúcar, frutas ricas em água (abacaxi, melancia, melão, laranja, entre outras) e, até mesmo, águas aromatizadas com gotas de limão ou folhas de hortelã.
Segundo Elisa, para calcular a quantidade exata de água que seu organismo necessita, basta multiplicar 30 ml de água pelo seu peso corporal. Para as gestantes e lactantes, a recomendação é multiplicar 60 ml por quilo. Ou seja, futuras mamães e as que estão amamentando devem beber o dobro de água.
Outro grupo que precisa de cuidados especiais para evitar a desidratação é o de idoso. Ao chegar a terceira idade, as pessoas perdem a sensação de sede devido à uma adaptação fisiológica do organismo. “Nesse grupo etário, é necessária atenção redobrada quanto à ingestão de líquidos, devido a um risco aumentado de desidratação”, conclui a especialista.