A comédia Todo Mundo tem Problemas Sexuais, retorna aos palcos baianos após temporada vitoriosa no Rio de Janeiro.

Sem categoria
1 de agosto de 2013
por Genilson Coutinho

Após temporada de 5 meses no Teatro dos Grandes Atores no Rio de Janeiro, de outubro a fevereiro de 2012/2013,  e a indicação de Melhor Espetáculo e Melhor Ator (Eduardo Albuquerque) na FITA (Festa Internacional de Teatro de Angra dos Reis), o espetáculo de Domingos Oliveira e Alberto Goldin, Todo Mundo tem Problemas Sexuais, com direção de Fernando Gomes, e elenco composto por Cida Oliveira, Eduardo Albuquerque e Mariana Moreno faz curta temporada no Teatro Jorge Amado com participação especial de Marcelo Praddo.

Você nunca mais vai falar de sexo da mesma maneira” (Domingos Oliveira)

Engraçadíssima, inteligente, baseada em fatos reais, a peça Todo Mundo Tem Problemas Sexuais completa 8 anos em cartaz e é um dos grandes sucessos do novo teatro baiano, tendo circulado o Brasil desde 2005, movimentando a cena cultural das principais capitais do país e assistida por mais de 100.000 espectadores.

O dramaturgo Domingos de Oliveira e o psicanalista Alberto Goldin escreveram essa comédia que trata do íntimo comportamento sexual humano a partir de cartas anônimas recebidas pelo terapeuta para sua coluna publicada no jornal carioca O Globo. Cinco destas cartas dão título aos esquetes que compõem o espetáculo: “Sedução”, “Fidelidade”, “Impotência”, “Perversão”,  e “Preferências Sexuais”.

Para a curta temporada de 5 semanas no Teatro Jorge Amado, de 3/8 a 01/9 – aos sábados e domingos – Cida Oliveira, Eduardo Albuquerque e Mariana Moreno convidaram o ator Marcelo Praddo, que já havia feito parte do elenco nas temporadas de 2006. Elenco afinado que garante à platéia diversão da melhor qualidade.

O ESPETÁCULO

Alberto Goldin é um dos mais conhecidos nomes da psicanálise brasileira . Além de exercer uma intensa atividade clínica e ter escrito pelo menos um best-seller (“Freud Explica”), Goldin escrevia semanalmente uma coluna para o jornal carioca “O Globo”. Ali era seu espaço para resposta de centenas de cartas, em geral anônimas, sobre problemas sexuais,  que demonstraram possuir um grande valor dramático e artístico.

Baseados neste material  Goldin e Domingos de Oliveira chegaram a construção de cinco episódios que permitem uma visão curiosa  do comportamento sexual dos brasileiros. Para unir estes episódios (e poder comentá-los), os autores inventaram um casal de amantes perfeitos. Todo mundo tem problemas com o amor e o sexo, menos eles! Eles simplesmente amam! Confessam-se personagens teóricos, ideais e dão conselhos, nem sempre eficientes, aos torturados do Amor.

No primeiro episódio, SEDUÇÃO, Mariana Moreno e Eduardo Albuquerque  vivem quase um entretenimento cômico, falam das mulheres que prometem mas não cumprem…

O segundo episódio, FIDELIDADE, versa sobre a curiosidade (e necessidade) de uma jovem senhora casada em conhecer outros homens.  O casal é interpretado por Mariana Moreno e Marcelo Praddo.

O terceiro episódio, IMPOTÊNCIA,  interpretado por Eduardo Albuquerque e Cida Oliveira, fala das vantagens e desvantagens da impotência masculina e dos métodos modernos para evitar esta agrura…

No quarto episódio, PERVERSÃO, Cida Oliveira e Marcelo Praddo vão a recantos mais escusos, comentando perversões que qualquer um de nós poderia ter…

No quinto episódio, PREFERÊNCIAS SEXUAIS, Mariana Moreno e Eduardo Albuquerque descrevem, contundentemente, os caminhos intricados que podem ser percorridos por um casal onde o homem resolve assumir sua bissexualidade.

O diretor carioca Fernando Gomes confessa que falar de temas tão delicados como os que a peça aborda exigiu dele um cuidado extremo para que a humanidade do texto e das situações não fosse esquecida. “A tentação de optar pelo fácil na direção, alcançando rapidamente as gargalhadas da platéia, é muito forte nesses casos, mas encontrei em Salvador um time de excelentes atores que me ajudaram a contar essas histórias sem retirar delas a verdade e o sentimento”. Ainda segundo Gomes, o humor viria naturalmente dessas situações que, muitas vezes, apesar de parecerem inverossímeis, fazem parte de nosso dia a dia. “Rir dos dramas alheios é da natureza humana, e nesta peça o humor e o autoconhecimento se encontram, fazendo transbordar na platéia gargalhadas repletas de nervosismo e identificação. Tudo caminha para uma verdadeira catarse ao final da peça onde todos se divertem com um inusitado depoimento”, adianta o diretor.

Diversão garantida para ver e rever muitas vezes!

Todo mundo tem problemas sexuais, se você não tem, você não é uma exceção, é um mentiroso”.  (Domingos Oliveira)

(fotos: Alê Nohvais)

 

SERVIÇO:

Teatro Jorge Amado

Período: 03/08 a 01/09 (sábados e domingos)

Horários:  Sábado 20h  Domingo 19h

Ingressos: R$50 (inteira) e R$25 (meia)

Classificação: 16 anos