Gastronomia

Serviços

8 de julho, dia do Padeiro

Genilson Coutinho,
07/07/2021 | 20h07
Foto: Divulgação

Ninguém resiste ao cheiro de pão quentinho e poder saboreá-lo com manteiga e café! Para que ele possa chegar à mesa de milhares de famílias nordestinas é preciso um time de mais de 300 profissionais, entre confeiteiros, masseiros, forneiros, cilindreiros e pasteleiros, para atuar no setor de padaria e produção das redes GBarbosa e Perini.

Com presença em cinco estados, o GBarbosa produz mensalmente 150 toneladas de massa de pão e, destas, 70 toneladas darão origem ao pão francês, queridinho dos brasileiros, graças à dedicação ao trabalho das equipes, que começa bem cedo. “Acordo 4h da manhã todos os dias para às 6h iniciar a produção dos pães. Os clientes gostam muito do pão francês fresquinho, também conhecido aqui em Sergipe como jacó. É uma satisfação que o fruto do meu trabalho esteja presente em tantas mesas”, declara Flavionaldo Santos Soares, de 39 anos, que há 18 anos trabalha no setor de padaria do GBarbosa. Na loja Jardins, em Aracaju, onde sempre desempenhou suas funções, são cinco fornadas por dia, o que resulta em uma produção média de 125 kg de pães diariamente. “Comecei aqui como auxiliar, depois aprendi a ser cilindreiro, fui forneiro e agora, masseiro. É  minha profissão, o que promove o meu sustento desde os 21 anos”, conta.

Com mais de 15 anos de experiência, Joel Andrade é o encarregado de setor da padaria da loja Costa Azul, em Salvador. Todos os dias ele e sua equipe preparam diversos tipos de pães, que vão desde o tradicional francês, de milho, leite, hot dog, hambúrguer aos mais elaborados, salgados e doces, com recheios. Como dica para preparar um bom pão, revela: “É importante saber o tempo certo do descanso da massa, sovar bem para deixá-la perfeita e observar o tempo de assar para não passar do ponto”. No total são cerca de 140 itens produzidos na padaria da rede, incluindo pães, tortas, biscoitos, entre outros.

Em Salvador, a rede Perini nasceu da panificação e há 56 anos celebra esse orgulho. Lá, diariamente são produzidos cerca de 900kg de pães, entre ele o francês, os pães especiais, pão de alho, inhame, de ervas finas, pães doces, baguete, entre outros, além de doces, salgados, tortas e bolos, totalizando mais de 260 itens comercializados em loja. “Criamos receitas novas para agradar ao cliente, tudo fresquinho e com ingredientes de qualidade. O pão focaccia é um dos meus preferidos. Dá pra usar a criatividade quando produzimos, com recheio de atum, bacalhau, frango ou presunto”, conta o oficial de produção Claudemiro Ramos, que trabalha na Perini há 20 anos, onde começou como ajudante de produção. “Trabalhar no setor de padaria é muito interessante porque vemos a evolução do produto. Precisa de tempo, cuidado, atenção”, conta.

Sempre curioso, foi observando o trabalho dos colegas e recebia com atenção todos os conselhos e exemplos dos mais experientes e aprender tudo sobre a área. “Passei por muitos treinamentos, conheci pessoas novas e muitas novidades sobre o setor de pães. É ótimo trabalhar nesta empresa, que valoriza nossa função e tem muitos colegas”, finaliza.