30 a 45 mil pessoas devem ser beneficiadas com os novos tratamentos da Hepatite C em 2016

Saúde
22 de julho de 2015
por Genilson Coutinho

divulgação

O segundo dia do 18º Simpósio Hepatologia do Milênio, evento coordenado pelo médico hepatologista Dr. Raymundo Paraná, que começou na quarta-feira (22) e vai até amanhã (24), no Bahia Othon Palace Hotel. O encontro abordou temas importantes como as Hepatites Virais, entre elas o tratamento da Hepatite B, o tratamento das enfermidades que podem ser desencadeadas pelo vírus da Hepatite C e os novos tratamentos da doença que serão incorporados ao Sistema Único de Saúde no mês de agosto.

O protocolo clínico do SUS – Sistema Único de Saúde para os novos tratamentos contra a hepatite C foram apresentados, em primeira mão, pelo médico Evaldo Stanislau Affonso de Araújo. Segundo o infectologista, os novos medicamentos possibilitarão o atendimento a pacientes que antes não poderiam ser tratados por conta dos efeitos adversos, a exemplo dos pacientes cirróticos e transplantados.

Pacientes soropositivos também terão prioridade de atendimento. De acordo com o coordenador de Hepatites Virais do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, Marcelo Contardo, a expectativa é de que em 2016, aproximadamente 30 a 45 mil pessoas sejam beneficiadas com esses novos tratamentos. Para isso, será necessária uma forte campanha de conscientização de larga escala, além do treinamento dos profissionais que deverão atender esses pacientes. “Diante dos números crescentes da doença, o Ministério da Saúde, de forma muito justa, está dando uma importante atenção à Hepatite C”, afirmou Contardo durante sua apresentação.

Além de ser responsável atualmente por cerca de 50% das indicações de transplantes de fígado, como também até 70% dos casos de câncer de fígado no país, a hepatite C pode desencadear outras doenças como a vasculite (inflamação dos vasos sanguíneos) e insuficiência renal. Os pacientes que apresentarem alguma dessas manifestações extra-hepáticas terão prioridade nesse novo tratamento.

O Hepatologia do Milênio é um evento realizado há 18 anos na capital baiana com foco no treinamento multidisciplinar para acompanhamento das doenças do fígado. “Temos poucos profissionais (hepatologistas) para atendimento de pacientes portadores de doenças de fígado no Brasil, o que contrasta com os mais de 15 milhões de brasileiros acometidos com uma dessas enfermidades. Isso nos leva à necessidade de treinar profissionais de outras especialidades – gastroenterologistas, infectologistas e clínicos – para que supram estas lacunas nas doenças hepáticas mais leves”, pontua Dr. Raymundo Paraná.

 

 

 

Dr. Raymundo Paraná

 

Médico hepatologista e professor titular da faculdade de medicina da UFBA e de Hepatologia Clínica da Universidade Federal da Bahia (UFBA). É também chefe da Enfermaria de Hepatologia do Hospital Universitário Professor Edgard Santos, da Universidade Federal da Bahia – HUPES-UFBA.

Serviço

Hepatologia do Milênio 2014

Quando: de 22 a 24 de julho

Onde: Bahia Othon Palace Hotel, Salvador – Bahia

Horário: das 7h às 19h

Mais informações e a programação completa do evento estão no site:

http://www.hepatologiadomilenio.com.br/

Inscrições: no local, a partir das 7h do dia 22 de julho